quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS V.1.4

Garibaldi
AVE:"Garibaldi","Chestnut-capped Blackbird"(Chrysomus ruficapillus).
LOCAl: Brazópolis-MG
COLABORADOR: Marcos Machado
CÂMERA: Kodak Z740 - Lente 38-380mm
TIRADA EM: 2009
FLASH: Não/ ISO: 80
COMPRIMENTO FOCAL:63mm
ABERTURA DO DIAFRAGMA:F/3,7
TEMPO DE EXPOSIÇÃO/VEL. OBTURADOR:1/250SEG.
MEDIÇÃO: PADRÃO
COMPENSAÇÃO DA EXPOSIÇÃO:0 ETAPA

Muito obrigado por sua participação!!!

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

"Rabo-branco-acanelado","limpa-casa", "beija-flor-de-rabo-branco", "Planalto Hermit" (Phaethornis pretrei)

limpa-casa
Rabo-branco
Beija-flor-de-rabo-branco Janeiro de 2010 foi um mês que ficará marcado para sempre em minha vida. Apesar das dificuldades em fotografar com as constantes chuvas, a falta de iluminação e o equipamento amador, recebi um e-mail da "SUPER SUPER"Liana John (TERRA DA GENTE) aprovando o meu blog para a nova edição da revista, enfim, o endereço do meu blog saiu na revista "Terra da Gente" de Janeiro de 2010. UHUHUH!!!!
EU QUERO AGRADECER COM MUITA ALEGRIA E AMOR À TODOS OS MEUS AMIGOS E VISITANTES DO BLOG POR TORNAREM A MINHA VIDA MAIS ALEGRE SEMPRE!!!


-------------------------------------------------------------------------------------------------
"Rabo-branco-acanelado"

Essa espécie sempre me despertou muito interesse. Sempre que vou em busca desse beija-flor, consigo apenas avistar vultos de rabo branco numa velocidade impressionante, passando por mim e sumindo no meio da mata. Geralmente eles sobrevoam as vegetações à beira de riachos se alimentando do néctar das flores e pequenos insetos. Recebeu o nome de "limpa-casa" porque captura teias de aranhas e insetos grudados nelas nos cantos das paredes de casas velhas, abandonadas ou pouco usadas. As teias são utilizadas na confecção do ninho, junto com filamentos, folhas e saliva. O ninho fica pendurado em cipós ou galhos finos que balançam com o vento, também em raízes finas de árvores nas cavidades em barrancos, pontes velhas e até mesmo casas velhas próximas aos riachos e matas ciliares. Vivem geralmente no interior de matas ciliares, cerradões, mas também em matas secas. Quando estão voando, emitem um chamado repetitivo, curto e agudo. Pousam em lugares sombreados, também emitem chamados nessas horas.
Fotografado em Janeiro de 2010 no Horto Florestal de Rio Claro.