segunda-feira, 31 de agosto de 2009

"Beija-flor-tesoura", "Swallow-tailed Hummingbird" (Eupetomena macroura)

Pequeno lutador, o beija-flor-tesoura é muito agressivo, ataca os outros beija-flores e cambacicas que visitam as suas flores. Muito ágil, mete-se no interior dos arbustos nas brigas e segue o opositor retirando-o do seu território imaginário. Ataca até gaviões e tucanos que se aproximam do seu ninho. É muito comum nas cidades, em bebedouros nas casas, nos cerradões e bordas de matas. Começa logo cedo a procurar flores (Grevilha anã, camarões...), tomando posse dos lugares em que se alimenta. No período mais quente do dia, fica em meio os arbustos chilreando e atacando os outros pássaros. Alimenta-se também de insetos em vôo. O tom esverdeado da plumagem, como acontece nas cores iridescentes dos beija-flores, aparece unicamente sob condições perfeitas de iluminação. Fora essas situações, geralmente é percebido como de um tom azul marinho ou negro, com um tufo branco na base das pernas. Possui um longa calda de tesoura, daí o nome popular.
Fotografado em Águas de São Pedro em Agosto de 2009.


beija-flor-tesouraALIMENTEM APENAS BEIJA-FLORES COM PRODUTOS APROPRIADOS (NÉCTAR) COMPRADOS EM CASAS DE PÁSSAROS, TROCANDO A ÁGUA NO MÁXIMO A CADA 5 DIAS, MANTENDO SEMPRE LIMPOS OS BEBEDOUROS E LIVRES DE FUNGOS, POIS OS MESMOS PODEM MATÁ-LOS. NUNCA TRATE-OS COM AÇÚCAR REFINADO! PODE SER USADO AÇUCAR CRISTAL OU MEL, PORÉM DEVE SER TROCADO NO MÁXIMO A CADA DOIS DIAS, MAS É MELHOR TODOS OS DIAS. SE TIVER UM ESPAÇO EM CASA, PLANTE CAMARÕES OU GREVILHAS ANÃS, ELES ADORAM.


Áudio da disputa entre dois machos pelo néctar e território.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

"Bico-de-veludo" , "Cinnamon Tanager" (Schistochlamys ruficapillus)



Numa tarde chuvosa, comecinho de Agosto, estava eu e meu amigo Carlinhos em frente a casa dele, quando ouvi um chamado incomum naquela área, procurei pelo som e vi esse belo pássaro.
Fiquei ansioso, pois há muito tempo que eu não via um dessa espécie. O último lugar que observei um foi na estrada de Ajapi, na única área de mata nativa daquela região, que agora também não existe mais. Lá a biodiversidade era espetacular, com muitas espécies de árvores, plantas, pássaros, animais... Bateu uma tristeza agora, mas tudo bem, voltando ao foco. Esse pássaro tem um hábito solitário, muitas vezes aos casais e raramente em bando. Varia de comum a incomum em algumas regiões do Brasil. É exclusivo do Brasil!!! Vive em campos, bordas de capões de mata aberta, caatingas, jardins, campos de altitudes de clima frio... Pousa ao topo das pequenas árvores para cantar e observar. Alimenta-se de frutos e insetos.

Fotografado em Rio Claro perto da Unesp, em Agosto de 2009.






terça-feira, 18 de agosto de 2009

"Graúna", "Pássaro-preto", "Melro","Chopi Blackbird" (Gnorimopsar chopi)

Graúna


Quase imperceptível, assim como um vulto negro, esse belo pássaro estava apenas cantarolando por entre as folhas da pequena árvore em frente à chácara do meu amigo Jofrei. Quando percebi a sua presença, achei que era um chopim, mas vi que era maior e o canto diferente. Quase caí de costas quando vi que era um "Pássaro-preto"! Nunca tinha visto um antes fora da gaiola, pra mim foi uma enorme alegria.
Esse pássaro é raro na minha região. Dotado de um canto maravilhoso e de uma incrível beleza negra, esse pássaro é alvo do comércio ilegal, não só pelo canto, mas pela docilidade quando criado em cativeiro, pois gosta de ser acariciado na cabeça que logo fica arrepiada. Uma maldade humana é capturar para poder dar carinho e afeto.
Pena que não consegui fazer mais fotos, porque logo ele sumiu voando...
Deixa ele comigo, aindo vou capturá-lo, mas com as minhas lentes.

Segue abaixo algumas informações importantes:
Fonte: Aves do Pantanal

Por adaptar-se aos ambientes agropastoris, aumenta seus números em áreas agrícolas, apesar da enorme pressão do tráfico de animais. Somente na caatinga é que sua população reduziu-se devido à captura.No Pantanal, é comum nas áreas de cerrado e borda de cerradões. Aparece nas proximidades das casas pantaneiras e entra na periferia das cidades menores. Alimenta-se de grãos, principalmente, com frutos e insetos complementando a dieta. Com isso, é atraído pelos comedores para aves, sendo uma das aves mais comuns ao redor do hotel em Porto Cercado. No final da tarde, reúnem-se para dormir no meio da folhagem de uma árvore isolada ou na palhada de uma bocaiúva. No Porto Cercado, dormem embaixo dos beirais do telhado, às vezes próximos a andorinhas. Chegam a congregar-se em bandos de várias dezenas.É uma das primeiras aves diurnas a iniciar a cantoria matinal. Muitas vezes, ainda escuro inicia o seu canto característico e alto, formado por uma seqüência de assobios agudos entremeados de notas mais baixas. Uma ave responde à outra e esse canto toma de assalto a área onde estão. Ao longo do dia, seguem cantando e, mesmo nos horários mais quentes, é comum encontrá-los pousados em longas cantorias. Apesar de gregários, há intensa disputa entre as aves, com perseguições mútuas. No período de nidificação, o casal separa-se do grupo e constrói seu ninho no meio do emaranhado de folhas de plantas epífitas, no interior de ninhos de joão-de-barro abandonados ou entre as folhas da bocaiúva. Outras graúnas são duramente afastadas da região do ninho e os pais dividem os cuidados com os filhotes, logo levando-os para unir-se ao bando maior.São muito parecidos à maria-preta, ocorrendo juntos nos gramados e campos. No corpo da graúna falta, porém, o brilho metálico da plumagem do macho da maria-preta. Não ocorrem nos brejos onde está o carretão, outra espécie parecida. A proporção entre o bico, cabeça e corpo ajuda na identificação entre essas três aves próximas. A graúna possui um bico relativamente mais forte e curto, cabeçuda e com o corpo mais atarracado do que as outras duas. Macho e fêmea são idênticos.
Fotografado em Agosto de 2009 em Ipeúna-SP.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

"Encontro", "Melro","Variable Oriole" (Icterus pyrrhopterus)

Encontro

Dono de uma majestosa beleza e um canto formidável, o "Encontro" tem muito mais a nos mostrar, ele é um grande imitador de aves. Ele consegue reproduzir com exatidão o canto de muitos pássaros e aves, como o chamado do Anu-preto e o branco, Gavião-carijó, Pipira, Sabiás e muitos outros. Vive geralmente solitário ou aos casais, algumas vezes em bandos da mesma espécie ou mistos.
encontro-amarelo

Eu pude observar algumas atitudes inteligentes desse pássaro, ele não faz apenas imitações, ele usa essa ferramenta para confundir!!!!


Eu e meu cunhado (Fábio de Pádua) fizemos na casa dele em Águas de São Pedro, comedouros para pássaros, colocamos as frutas e logo muitos pássaros se aproximaram, os Sanhaços-de-mamoeiro e Sabiás-do-campo tomaram conta afastando os outros pássaros do local. Então o grande imitador se aproximou e começou a fazer chamados de anus confundindo os sanhaços que se afastavam, logo o "Encontro" começou a imitar o Gavião-carijó(pinhé) aterrorizando os sabiás por alguns instantes, também executava chamados de Pipiras quando elas estavam perto, facilitando a aproximação com as demais.
Encontro


Notem as diferenças entre eles:
1ª e 2ª FOTO - Coloração no encontro das asas (castanho/alaranjada) para subespécie valenciobuenoi
3ª FOTO e 4ª FOTO - Coloração amarela no encontro das asas para subespécie tibialis


encontro
Fotos feitas em Águas de São Pedro -SP em Julho de 2009, exceto a foto com a laranjeira, feita em Agosto de 2009 em Ipeúna -SP.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

"Bico-de-prata", "Bico-de-louça", "Pipira", "Silver-beaked Tanager"(Ramphocelus carbo)

pipira pipira
pipira MACHO


pipira FÊMEA

Depois das primeiras semanas de tratamento com frutas, esses belos pássaros chegaram, tímidos no começo, mas logo os bandos começaram a aparecer. É tão gratificante tratar dos pássaros, poder senti-los de perto e apreciar as diversas belezas. Uma banana, meio mamão, uma laranjinha, algumas sementes... Em troca a mãe nos entrega esses frutos divinos.


Fonte: Aves do Pantanal
Costumam andar em grupos de até 20 aves pelas matas ciliares, matas secas, cambarazais e cerradões. Freqüentam arbustos e cerrados próximos a esses ambientes, sempre na caça de invertebrados e pequenos frutos. Podem tanto estar em bandos próprios, como associados a outras espécies. Acompanham as formigas de correição para apanhar as presas escapando delas.
Durante os deslocamentos, emitem uma nota alta, metálica e rápida, para manter contato entre si. Na eventualidade de qualquer perturbação, esse chamado é utilizado como alarme e todo o bando começa a piar junto, enchendo o ambiente com esses pios. Aproximam-se da origem da perturbação e, graças ao alarido, outras espécies fazem o mesmo, às vezes facilitando a observação. Chega a ser surpreendente o número de pipiras de um bando, depois que começam a aparecer.
A grande característica da espécie é a base branca do bico do macho. Parece uma peça de porcelana, pelo brilho e formato. Fêmeas e machos juvenis não a possuem. Nesses últimos, o bico vai adquirindo, pouco a pouco, a coloração final, Desse modo, algumas aves com plumagem feminina e base do bico destacada podem ser os machos juvenis.
Nos machos, o negro domina a plumagem do corpo, com tons avermelhados na parte da frente. O vermelho destaca-se conforme a iluminação do local e aumenta de intensidade em aves tomando sol, quando as penas são afastadas entre si, algumas na cabeça parecendo cabelos, ao serem eriçadas. As fêmeas e machos juvenis apresentam o negro na parte superior do corpo e as partes inferiores lavadas de marrom avermelhado. Vários machos estão presentes nos bandos, o que permite logo a identificação da espécie, caso haja dúvidas quanto à fêmea.

Fotografados em Junho de 2009, Águas de São Pedro.

"pica-pau-anão-escamado ", "White-wedged Piculet" (Picumnus albosquamatus)

pica-pau-anão-escamado
pica-pau-anão-barrado

pica-pauzinho-anão-barradoEsse pequenino estava bicando uma árvore em busca de insetos, mas só pude perceber mesmo, quando cheguei bem perto, pois ele é um pouco maior que uma caixinha de fósforo. Ele não é barulhento como os demais pica-paus, mas acredito que eles também tenham uma orelha rudimentar na ponta da língua para escutar o ruído das larvas. Foi impressionante quando o vi, pois foi a primeira e única vez. Ficou alguns minutos e sumiu. Sem dúvida esse foi um belo presente de Deus.
Foto tirada em Águas de São Pedro em Junho de 2009.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

"PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS" - V. 1.0

TEMOS O MAIOR PRAZER EM DIVULGAR FOTOS DE PÁSSAROS DOS AMIGOS, COLABORADORES E FOTÓGRAFOS PROFISSIONAIS OU AMADORES NO NOSSO BLOG.

SE VOCÊ TEM UMA FOTO INTERESSANTE DE ALGUM PÁSSARO E QUER DIVULGAR AQUI É SIMPLES:
ENVIE-A PARA MIM COM O SEU NOME, LOCAL , DATA, CÂMERA E LENTE USADA E ONDE A "CAPTURA" FOI FEITA, SERÁ DE GRANDE IMPORTÂNCIA, POIS TODOS OS REGISTROS DE PÁSSAROS SERÃO ARMAZENADOS E DEPOIS ENVIADOS PARA ORGÃOS DE PESQUISAS E TAMBÉM TEREMOS AMOSTRAS PARA QUE FOTÓGRAFOS ANALIZEM AS QUALIDADES DAS IMAGENS PARA TIRAR POSSÍVEIS DÚVIDAS DE QUAL EQUIPAMENTO ADQUIRIR PARA ETERNIZAR MOMENTOS, ASSUNTOS E SITUAÇÕES DIVERSAS DE NOSSOS QUERIDOS PÁSSAROS.
AS FOTOS TERÃO QUE SER CÓPIAS DAS ORIGINAIS, MAS SEM EDIÇÃO.
MEU E-MAIL É : r063r4x3@gmail.com


PÁSSARO: "Besourinho-de-bico-vermelho", "Esmeralda-de-bico-vermelho" " Glittering-bellied Emerald" (Chlorostilbon lucidus)
LOCAl: Portal dos Nobres - Ipeúna-SP
COLABORADOR: FREDERICO JOFREI-RIO CLARO -SP (GRANDE AMIGO).
CÂMERA: KODAK EASYSHARE Z1012 IS
TIRADA EM: 15/08/2009 18:28
FLASH: SIM/ISO: 1600
COMPRIMENTO FOCAL: 70 mm
ABERTURA DO DIAFRAGMA: F/4,8
TEMPO DE EXPOSIÇÃO/Vel Obturador:1/102 SEG.
MEDIÇÃO: PADRÃO
COMPENSAÇÃO DA EXPOSIÇÃO: 0 ETAPA


PÁSSARO: "Besourinho-de-bico-vermelho", "Esmeralda-de-bico-vermelho" " Glittering-bellied Emerald" (Chlorostilbon lucidus)
LOCAl: Portal dos Nobres - Ipeúna-SP
COLABORADOR: FREDERICO JOFREI-RIO CLARO -SP .
CÂMERA: KODAK EASYSHARE Z1012 IS
TIRADA EM: 17/08/2009 08:41
FLASH: Não/ ISO: 800
COMPRIMENTO FOCAL: 70 mm
ABERTURA DO DIAFRAGMA: F/4,8
TEMPO DE EXPOSIÇÃO/Vel Obturador:1/100 SEG.
MEDIÇÃO: PADRÃO
COMPENSAÇÃO DA EXPOSIÇÃO: 0 ETAPA
PÁSSARO: Ninho de"Besourinho-de-bico-vermelho", "Esmeralda-de-bico-vermelho" " Glittering-bellied Emerald" (Chlorostilbon lucidus)

LOCAl: Portal dos Nobres - Ipeúna-SP
COLABORADOR: FREDERICO JOFREI-RIO CLARO -SP .
CÂMERA: KODAK EASYSHARE Z1012 IS
TIRADA EM: 17/08/2009 - 8:41
FLASH: Não - ISO:320
COMPRIMENTO FOCAL: 6 mm
ABERTURA DO DIAFRAGMA: F/2,8
TEMPO DE EXPOSIÇÃO/Vel Obturador: 1/32 SEG.
MEDIÇÃO: PADRÃO
COMPENSAÇÃO DA EXPOSIÇÃO: 0 ETAPA
GATURAMO-VERDADEIROPÁSSARO: "GATURAMO-VERDADEIRO"(Euphonia violacea )
LOCAl: Portal dos Nobres - Ipeúna-SP
COLABORADOR: FREDERICO JOFREI-RIO CLARO -SP (GRANDE AMIGO).
CÂMERA: KODAK EASYSHARE Z1012 IS
TIRADA EM: 25/07/2009 12:10:17
FLASH: NÃO
COMPRIMENTO FOCAL: 70,2 mm
ABERTURA DO DIAFRAGMA: F/4,8
TEMPO DE EXPOSIÇÃO:1/100 SEG.
MEDIÇÃO: PADRÃO
COMPENSAÇÃO DA EXPOSIÇÃO: 0 ETAPA

SANHAÇO-DO-COQUEIRO

PÁSSARO: "SANHAÇO-DO-COQUEIRO"(Thraupis palmarum )
LOCAl: Portal dos Nobres - Ipeúna-SP
COLABORADOR: FREDERICO JOFREI-RIO CLARO -SP.
CÂMERA: KODAK EASYSHARE Z1012 IS
TIRADA EM: 25/07/2009 12:12:00
FLASH: NÃO
COMPRIMENTO FOCAL: 70,2 mm
ABERTURA DO DIAFRAGMA: F/4,8
TEMPO DE EXPOSIÇÃO:1/100 SEG.
MEDIÇÃO: PADRÃO
COMPENSAÇÃO DA EXPOSIÇÃO: 0 ETAPA

SANHAÇO-DO-COQUEIRO
PÁSSARO: "SANHAÇO-DO-COQUEIRO"(Thraupis palmarum )
LOCAl: Portal dos Nobres - Ipeúna-SP
COLABORADOR: FREDERICO JOFREI-RIO CLARO -SP.
CÂMERA: KODAK EASYSHARE Z1012 IS
TIRADA EM: 25/07/2009 12:12:59
FLASH: NÃO
COMPRIMENTO FOCAL: 64,4mm
ABERTURA DO DIAFRAGMA: F/4,5
TEMPO DE EXPOSIÇÃO: 1/100 SEG.
MEDIÇÃO: PADRÃO
COMPENSAÇÃO DA EXPOSIÇÃO: 0 ETAPA