sábado, 16 de maio de 2009

"Garrincha", "Cambaxirra", "Corruíra", "Southern House-Wren" (Troglodytes aedon)

Corruíra O que mais me impulsiona na busca pela melhor foto , é saber que sempre terá um novo encontro e sempre cada vez melhor. Ainda não consegui definir o meu melhor trabalho, porque quando menos espero, novos assuntos aparecem e somem como relâmpagos, me presenteando com segundos de verdadeira paz.
O "Mundo Natural" realmente nos revela a verdade da vida.
Um "pequeno notável" pássaro, o menor da família e o mais conhecido, por ter-se adaptado bem ao mundo urbano. Encontrada aos casais ou em pequenos grupos com filhotes da última ninhada, vivem sempre nas partes baixas de árvoras, arbustos, procurando insetos e pequenos vermes em ocos de árvores. Constróem seus ninhos em buracos em árvores, mourões, casinhas para pássaros deixadas em jardins. A Fêmea choca os ovos, mas os dois cuidam dos filhotes e até mesmo filhotes maiores cuidam dos mais novos. O macho canta de manhã e de tarde, mas no período reprodutivo canta praticamente o dia todo. Um canto alto e forte que impressiona quem não conhece, porque quando se deparam com o pássaro, muitas vezes não acreditam que um som tão forte possa vir desse pequeno ser.

Eu fotografei essa belezinha tomando um pouco de sol no mourão do quintal da casa da minha irmã em Águas de São Pedro em março de 2009.
Tenho recebido visitas de uma Corruíra no meu quintal também, até entrou no ninho que eu preparei para ela. Fiquei muito feliz ao ver isso.
Cambaxirra