quarta-feira, 18 de março de 2009

"Anhinga", "Biguá-tinga"(Anhinga anhinga)



Comprimento: 88 cm; peso: em torno de 1,2 kg. Presente em todo o Brasil. Encontrado também desde o sul dos Estados Unidos até o sul da América do Sul. Habita alagados e beiras de rios e lagos com margens florestadas. Ave aquática, lembra o biguá, mas apresenta asas esbranquiçadas (em tupi, "biguatinga" significa "biguá branco"), cauda maior e mais larga, pescoço mais estreito e comprido, além de bico reto, em forma de punhal. A fêmea difere do macho pela cor creme no pescoço, peito e dorso. Alimenta-se principalmente de peixes, os quais captura em mergulho.Bom nadador, costuma deixar apenas a cabeça e o pescoço fora d'água, parecendo uma cobra. Voa e plana bem, apesar de ter certa dificuldade para levantar vôo a partir da água. Realiza migrações locais na Amazônia. Faz ninho em pequenas colônias sobre as árvores, às vezes em meio às garças. Choca os ovos, que são alongados e de cor branca ou azulada, colocando os pés sobre eles. Geralmente encontrados aos casais na época reprodutiva e em bandos ou misturados aos biguás, em outros períodos. Conhecido também como carará (Amazônia), calmaria (Rio Grande do Sul), peru d'água e mergulhão-serpente.

Fonte: Brasil 500 Pássaros.

Foto: Janeiro de 2009.