quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Coleirinho - Double-collared Seedeater (Sporophila caerulescens)

Coleirinho - Double-collared Seedeater 
(Sporophila caerulescens)


Nos anos 80, quando comecei a me interessar por pássaros, era muito comum ver essa espécie em todos os campos abertos onde tinham capinzais. Hoje a dificuldade em encontrá-la aumentou e muito, embora não seja rara por aqui, mas a substituição de áreas abertas pelo plantio de cana de açúcar, os condomínios, as fábricas, fizeram que esse belo pássaro desaparecesse do cenário campestre. Infelizmente, a caça e as mortes por envenenamento com agrotóxicos contribuiriam também para o seu desaparecimento. Alimentam-se principalmente de sementes de capim, daí o nome "Papa-capim" e outras sementes encontradas nos campos, e também o arroz que deu origem ao outro nome. O macho é com esse belo colar branco e preto e o bigode branco sob o bico, possui um belo canto e por isso é aprisionado e vendido para os colecionadores de pássaros canoros. Existem até torneios de canto onde os machos são "ensinados a cantar" com auxilio de fitas e agora em cds. Pagam bem por um macho de fibra e canto. Alguns criadores reproduzem em cativeiros, dando à eles o direito de serem vendidos e a obrigação de ficarem aprisionados por LEI! A Fêmea é parda e não tem muito valor comercial, pois não canta, apenas possui um chamado como um beijo estalado, porém mais agudo, ficando fácil a captura de machos sem ter muitos recursos. eles reproduzem em arbustos e em meio aos capinzais, fazendo ninhos com capim seco. Os filhotes são parecidos com as fêmeas e quando começam a cantar são capturados para facilitar o estúpido aprendizado de canto. A maior parte do trabalho com o ninho e filhotes, fica por conta da fêmea, o macho canta para espantar os outros coleirinhos. Geralmente são encontrados em pequenos bandos com tizius e só se afastam no período de reprodução.

Fotografado em São Pedro em Novembro de 2008.